Como o chef gosta de chopp

0
Como o chef gosta de chopp

Chopp e petisco do Festival Bar em Bar

“Curto chopp sempre gelado e o que eu como tomando chopp? Depende de onde estiver. Se for em Salvador um acarajé quentinho; em BH uma costelinha de porco bem crocante; no Rio de Janeiro umas batatas palito bem fritinhas e por ai vai.”
Rafael Sessenta

“Chopp, para mim, é bebida coletiva. Ela é pra ser consumida à beira da piscina, na praia, ou em encontros descontraídos com amigos. Dessa forma, também os belisquetes têm de ser coletivos, igualmente informais e carregados de “veneno”. Chopp rima com comida de boteco, com torresminho, com pastel de feira, codorna, costelinha de porco, com farofa espalhada na mesa.
–  Garçon, o meu com dois dedinhos!”
William Chen Yen

“Para acompanhar um choppinho eu pediria uma porção generosa dos melhores bolinhos de arroz do mundo: feitos pela minha avó Maria, uma quituteira mineira de mão cheia!”
Letícia Massula

“Eu ficaria com o Londoners style e comeria um belo Fish and chips.”
Douglas Santi

“Eu poderia citar vários pratos, mas vou falar de dois: na beira da praia gosto de comer iscas de peixe da época empanadas, mas à noite, em uma situação mais especial, comeria o meu cherne com crosta de coco e risoto de muqueca baiana.”
Anderson Fquevedo