Brigadeiro gourmet

0

Por Marina Albano

De obrigatório em festas infantis às sofisticadas mesas de festas para gente grande. Essa é a evolução do brigadeiro, que hoje se transformou em artigo gourmet, ganhando releituras de sua receita original.

A chef Tereza Ruste conta que, segundo a lenda, o brigadeiro surgiu depois da Segunda Guerra Mundial, quando o Brigadeiro Eduardo Gomes era um dos candidatos à presidência do país com a seguinte campanha: “Vote no Brigadeiro que é bonito e solteiro”.  As eleitoras que trabalhavam em sua defesa distribuíam o doce com objetivo de angariar votos. Assim, o doce passou a ser assimilado ao candidato e ganhou o nome de brigadeiro.

Recentemente, o quitute foi ganhando novas receitas e ingredientes inusitados, como o gengibre, cachaça, pistache, castanhas, entre outros. Além das surpresas de sabor, a apresentação também pode ser diferenciada, em forminhas personalizadas, potinhos e até na colher, menção ao tradicional brigadeiro de colher. A decoradora Isadora Avelar Ribeiro, que se declara chocólatra de carteirinha, diz que não abre mão do doce. “De tanto gostar, passei a conhecer sobre o assunto. Como por exemplo, os nomes, seja brigadeiro gourmet, brigadeiro nobre ou brigadeiro chique, todos seguem o mesmo estilo”.

Hoje são muitas as lojas que oferecem esse tipo de produto, assim como buffets e confeitarias que se dedicam à produção. É o caso do Petit Pois, um ateliê especializado em confeitaria fina, que é comandado pelas chefs Isabella Christo, Isabella Lanza e Paula Brito. Além de oferecer o produto em festas, as chefs também comercializam como opção para presentes.

Já a publicitária Karina Franco, começou a criar receitas de brigadeiro por gostar muito do doce e com o tempo foi ficando craque no assunto. “Não faço para vender, mas estou sempre lotada das encomendas de amigos e familiares”. Segundo Karina, uma das receitas mais pedidas é o brigadeiro de chocolate branco e limão siciliano. Confira a receita!