Marula: uma das riquezas da África do Sul

0

A colheita da Marula – fruta da Maruleira que dá origem a licores – é uma atividade que mobiliza mais de 60 mil pessoas no nordeste da África do Sul. Como a Maruleira – cientificamente conhecida como “Sclerocarrya birrea” –, não pode ser cultivada pelo homem, a fruta é considerada mística e a prática adquire toques ancestrais, onde predominam o respeito pela natureza e a convivência do homem com outros animais.

À medida que vai amadurecendo e ganhando uma tonalidade amarelada, emite uma fragrância intensa que atrai várias espécies de animais silvestres como manadas de elefantes, que viajam durante dias para consumir a fruta madura. Por este motivo, a árvore de Marula é também conhecido como “A árvore do elefante”.

Rica em vitamina C, e com amêndoas contendo óleo natural, a fruta azeda tem diversos usos terapêuticos, no combate à malária, por exemplo, e mesmo na alimentação.  A planta ainda é reconhecida por propriedades afrodisíacas. Por fim, e naturalmente, a fruta é ingrediente básico de licores como a Amarula, cuja receita leva também o creme de leite e é apreciada em mais de 150 países, nos cinco continentes.