A gastronomia do universo vegetal

0

O inverno bate à porta e traz com ele o sabor de um bom chocolate quente ou, talvez, um churrasco no fim de1328035296_309410150_1-Vendedor-para-empresa-de-Alimentos-Vegetarianos-Banfield semana. Esse “lugar comum” da gastronomia de inverno está mudando seu cenário em Belo Horizonte. As pessoas que não ingerem alimentos de origem animal, seja por opção ou restrições médicas, estão, cada vez mais, conquistando espaço na capital mineira.

Alguns restaurantes já adaptaram os cardápios, visando a conquista desse público que cresce exponencialmente. Em contrapartida, outros são especialistas desse segmento, oferecendo apenas o que há de mais natural no universo alimentício. É o caso do “Bem Natural” , um lugar que oferece uma gastronomia diversificada para vegetarianos . No menu, está incluso, grãos e cereais integrais, massas recheadas e grande quantidade de saladas. Tudo temperado com alho, ervas e sal marinho. Além de cinco opções de sopas e seis opções de sucos adoçados com stévia, frutose, mel ou natural. O restaurante mantêm três franquias em BH: no centro, na Savassi e no Barro Preto.

Outra opção para quem resolveu aderir a esse estilo de vida é o “San Ro Restaurante Vegetariano”, que está localizado no bairro Funcionários. A casa não oferece bebidas alcóolicas, nem carne de nenhuma espécie, mas há muitos legumes, verduras, tofu e soja.

 

“Entendendo o vegetariano”

Elizângela Fontana tem 29 anos e há  quase 10 resolveu deixar de ingerir carne. De acordo com a pedagoga, essa decisão não comprometeu a sua saúde, mesmo sem se preocupar em consultar um médico anteriormente. A grande maioria dos vegetarianos, comumente, precisa suprir a falta da vitamina B12, a única não encontrada no mundo vegetal, entretanto não aconteceu com ela. “Na época não consultei, mas sempre estudei muito sobre o assunto. Hoje faço exames constantemente. Recentemente verifiquei a B12 (vitamina), cálcio e outros, as reservas do meu organismo estão ótimas. Não suplemento nada, não preciso”, afirma.

Para buscar os nutrientes que seu corpo necessita, Elizângela, é adepta do consumo de folhas de cor verde escura, que são grandes fontes de cálcio, grãos como feijão, lentilha e grão de bico que também possuem um papel importante na alimentação.  “Como qualquer coisa que venha do reino vegetal, gosto de variar e experimentar receitas novas. Sou fã até de jiló”, diz.

O vegetarianismo vai além do não consumo de carne, é um estilo de vida. “. Vegetarianos são pessoas sensíveis à causa animal” , assegura Elizângela.